quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Tempos de crise. Mesmo?

Li um post hoje sobre o poder das pessoas viverem determinada situação pela sua vontade.
Ou seja, se ela está numa situação de dificuldades ou alegrias, é ela que está atraindo.
Concordo integralmente e tais princípios: atração, poder do inconsciente e energia estão presentes em teorias da física quântica, sinergia, budismo…
Eu sou budista, minha crença é totalmente emparelhada com essa filosofia, mas acredito que todas as outras a corroboram.
Entrar em sintonia com o Universo é fazer com que ele responda exatamente como você quer, melhor até: como você precisa! Porque não muito raro, as respostas que ele dá nos parecem inadequadas ao momento, mas com o passar do tempo encontramos sentido para tal efeito.
Faz parte da minha personalidade ser otimista, não entregar os pontos, Pollyana é amadora perto de mim.. Apenas acredito que o que se faz (bem/mal), se paga; é dando que se recebe; causa e efeito. 
Procuro viver assim, ah...também me afasto dos pessimistas ou os deixo falando sozinhos! rsrs
Muitas pessoas pensando uma mesma coisa podem realmente criar uma crise ou piorá-la, isso é fato!
Pensemos no mercado de ações, grande parte das altas e baixas são provocadas por…boatos! 
Ganha-se e perde-se fortunas pelo humor do mercado.
Muitas pessoas falando e pensando na “crise”, faz com que todos fiquem na retaguarda, compra-se menos ou só o essencial, cautela é a palavra, isso faz com que a economia pare, porque todos na cadeia param, começando pelo consumidor final que diminui seu consumo, assim: a indústria não investe e diminui a produção, o comércio compra só o necessário e elimina seu estoque, o setor de serviços perde grande parte de seus clientes afinal dá pra tingir o cabelo e fazer as unhas em casa, além de sempre ter alguém da família que sabe fazer a declaração de IR.
Não entrarei no mérito de procurar o culpado, se o governo em todas as esferas, se as empresas, se o aquecimento global (???), se as famílias...apesar de ter opinião sobre isso, prefiro me abster, muito cansativo!
Mas, eu acredito! Acredito que dá pra sair dessa vibe e viver como se não houvesse crise sim! Planejamento e organização é o primeiro passo!
Coragem o segundo!
Persistência o terceiro!
Viu? 
Já andamos pra frente! 

Imagem: Pixabay